Music Monday: ‘ACCA: 13-ku Kansatsu-ka’ – Shadow and Truth

Toda revolução começa com uma fagulha

Eu estou realmente enjoado de assistir os animes da temporada, 2017 foi um dos piores e mais desgastantes anos na minha vida e isso acabou influenciando na minha decisão de finalmente dar uma parada em assistir animação japonesa e partir para os mangás, onde eu posso seguir no meu ritmo e escolher o que ler tranquilamente. O problema nessa minha opção é que a experiência de assistir determinados tipos de anime semanalmente acaba se perdendo, lembro até hoje a loucura que era acompanhar Madoka e como toda a internet se reunia em um zeitgeist para descobrir o que iria acontecer a seguir através das pequenas dicas que o Kyuubei dava. ACCA: 13-ku Kansatsu-ka também foi um desses animes que cada episódio instigava uma nova conversa no twitter.

A história original se passa no reino de Dowa, dividido em 13 estados que funcionam de maneira independente e que servem a um rei. Cada estado possui suas características únicas, seja como sua tecnologia é avançada ou como seus alimentos são enormes, cada um desses territórios possui um departamento de observação controlado por uma organização conhecida como “ACCA”. A obra gira em torno de Gene, o mais astuto membro da agência de inspeção dentro da ACCA e uma conspiração para derrubar o reinado atual.

A primeira coisa que chama a atenção nesse anime é o quão interessante é o visual que a Madhouse implementou na animação, seja no visual do background quanto no design dos personagens, não lembro de ver um personagem genérico em tela, cada um tem seu estilo e visual tão diferente que podemos identificar quem é quem apenas pela silhueta. A abertura me fisgou de primeira, tem uma animação totalmente estilosa com os personagens principais aparecendo e me deixando curioso para saber quem raios eles eram e com a música Shadow and Truth do ONE III NOTES que é bem gostosa de se ouvir. No final da temporada a internet já tinha se reunido para saber cada detalhe escondido e sim, algumas coisas acabam mudando a sua percepção depois de ver os 12 episódios.

ACCA é pega algumas ideias de Kino no Tabi e adiciona uma pitada de conspiração, onde cada semana terminava em uma experiência totalmente diferente daquela que eu tive no episódio anterior, muito por causa dos temas de cada estado variarem tanto de um para outro e também com uma pulga atrás da orelha sobre o papel do Eugene naquela revolução governamental que acontecia por de trás dos panos. Conversar e falar sobre o anime faziam parte do meu fim de semana e só de lembrar já bate aquela saudade.

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post