New Pop lançará K-On! no Anime Friends!

E por essa poucos esperavam. A NewPop depois de Hetalia e Gate 7, acerta mais uma vez e trás mais um sucesso garantido ao país.

E não acho que esteja exegerando nos comentários iniciais dessa postagem. Pode ser que a NewPop não tenha títulos de impacto como a JBC com Fairy Tail, Panini com Naruto e Conrad com Cavaleiros Episódio G, porém é indiscutível dizer que ela vem acertando em títulos lançados por aqui. Primeiro tivemos a grata surpresa de termos as obras de Osamu Tezuka aqui em uma ótima qualidade. Depois a editora acertou novamente trazendo Hetalia, sucesso de vendas no Japão, Estados Unidos, França e outros. Também trouxe o primeiro yaoi explícito para o Brasil, Blood Honey, que mesmo não sendo um título de impacto, conseguiu a devida atenção devido á realização dos fãs do gênero no Brasil. Pra finalizar, a grata surpresa de garantir os direitos de publicação da mais nova obra do CLAMP, Gate 7, que vem sendo serializado na revista Jump Square da Shueisha.

Agora, a editora se encarrega de trazer para o país mais um sucesso de vendas garantido e com uma enorme fanbase brasileira e mundial: K-On! E apesar de todas as críticas ao título, negar que K-On! tem um público forte por onde passa é no mínimo falta de bom senso. A série que conta com 4 volumes de 120 páginas chega ao Brasil e promete agradar os adoradores de mangás em “tirinhas”, que geralmente apresentam histórias curtas e concluídas em uma ou duas páginas.

Para quem não conhece, K-On! conta a história de quatro garotas que decidem formar um grupo musical escolar, sendo as integrantes Mio Akiyama (a baixista e mais inteligente do grupo), Ritsu Tanaka (a energética e explosiva baterista), Tsumugi Kotobuki (a tecladista e mais calma das garotas) e Hirasawa Yui (a guitarrista atrapalhada e que acaba entrando acidentalmente no clube). Ainda existem outros personagens como a professora Sawako Yamanaka (que engana pela sua primeira aparência), a irmã de Yui, Ui (que é exatamente o oposto da irmã) e a futura integrante Azusa Naka, a mais jovem e mais uma guitarrista para a banda. A partir daí, a história acontece em torno de eventos… nada diferentes. K-On! foca no dia-a-dia das personagens e situações comuns, como se reunirem para tomar chá (pois é, acreditem). Estranho na primeira impressão, mas que consegue arrancar boas risadas dos leitores (principalmente com a desajeitada Yui), e de quebra acompanhar o amadurecimento das personagens (mesmo isso sendo mais notável no anime). Claro que sem falar no tema música, que consegue conquistar a todos com letras leves e divertidas. Porém atenção: K-On! não é BECK! Fiquem avisados!

O mangá foi publicado pela editora Houbunsha em sua revista seinen (isso mesmo, K-On! é seinen) Manga Time Kirara e também na co-irmã Manga Time Kirara Carat, mensal e bimestral, respectivamente. A série foi publicada entre Maio de 2007 e Outubro de 2010, concluída em 4 volumes, como já dito anteriormente. Em abril desse ano, ganhou uma continuação dividida em duas partes com as garotas, intitulado de K-On! Re-Start também sendo serializado nas duas revistas da Houbunsha: uma focando as garotas na universidade e outra usando o terceiro ano de Azusa como plot. O título é desenhado e escrito pela autora de codinome Kakifly e é publicado nos Estados Unidos pela Yen Press. Em 2009 ganhou um anime de 13 episódios e em 2010 mais um de 26 episódios. A série ainda ganhará um filme em 2011.

A NewPop lançará o título em seu formato original, com o acabamento já conhecido da editora. O preços será de 14.90 (meio salgado?), acabamento em offset, capa cartonada e páginas coloridas em papel couche brilhoso. O pré-lançamento está programado para o Anime Friends 2011.

Agora resta saber como será a recepção do mangá por essas bandas e como será feito o trabalho da NewPop em cima de um título que com certeza gerará tantas discussões por termos utilizados como aconteceu com Hetalia, uma vez que existem diversas piadas “japonesas” inseridas na história, além dos fanboys e fangirls que K-On! possui. De qualquer maneira, mais um ponto para a editora por conseguir esse mangá que com certeza fará parte das cestas de compras de muita gente no Anime Friends desse ano.

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post

Há 30 comentários

  1. Avatar

    Shisus!!!!!!!! Boa noticia !!!

    Cade dinheiro numa hora dessas??????? Os titulos q a NP estão super cotados….NP mandando ver ahahahahahhah

    Responder
  2. Avatar

    opa to vendo que tem mais uma editora concorrendo no grupo então? Parece que agora ela realmente está apostando alto, eu sem duvida quero ter esses mangas, parece que a coisa vai esquentar, pq ninguém vai querer sair perdendo nessa briga!

    To ansioso pra saber se essa briga vai trazer lucro ou prejuízo para nós consumidores

    Rayovac

    Responder
  3. Avatar

    eu não sou muito fan de K-On Mas apoio a escolha.
    K-on é um manga sutil e suavemente leve, Que pode ser englobado por um publico bem diversificado, como assasinos, ladrôes e pessoas da paz como Osama bin laden…..

    Responder
  4. Avatar

    R$ 14,90? Só eu acho isso “caro” para um mangá de 120 páginas (praticamente um meio-tanko)?

    Como não sou fã do título, muito menos de comédia, deixo esse passar.

    Mas é bom saber que a NewPOP finalmente tá tirando o atraso em termo de “Peso” dos títulos. E parece que gostaram dos 4komas… rs

    http://yon-koma.blogspot.com

    Responder
  5. Avatar

    Aya *—* Eu dei um berro quando li o nome do post
    DEMAIS!! Com certeza vou comprar, nem que eu tenha que guardar o dinheiro do troco de tudo que eu compro >///P já tá perdendo desde os novos títulos da Panini..!
    E, como sempre, ótimo texto ! ^u^ ~

    Responder
  6. Pingback: Yopinando Shinbun – Quadrinhos (12 de junho a 2 de julho) « YOpinando…

  7. Avatar

    É caro? Sim, para a realidade do mercado de mangás no Brasil é, se comparar com outros mangás do gênero com qualidade semelhante você precebe que é caro. Dá para pagar? Dá, pois apesar de ser caro, é uma boa obra com uma boa qualidade.
    Agora, um detalhe, se a NewPop continuar com preços muito altos assim em todos ou em grande maioria de seus mangás, acredito que não poder competir no mercado com outras grandes editoras.
    Bom, mas essa é a minha opinião…
    Ps. ótimo post

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *