Primeiras impressões – Brave 10

A lenda dos dez guerreiros de Sanada Yukimura

Brave 10 é baseado na obra homônima de autoria de Kairi Shimotsuki, publicada no Brasil pela editora Panini, e que foi concluída com 8 volumes em 2011, embora sua continuação direta, intitulada de Brave 10 S esteja sendo escrita atualmente. A autora é conhecida por ter desenhado a adaptação do jogo Sengoku Basara, o qual também ganhou versão animada. A grande diferença é que, enquanto este último também conte com personagens que existiram realmente, o desenrolar da história é quase que totalmente fictício, enquanto em Brave 10 as motivações históricas e o envolvimento da maioria dos personagens é baseado na história real.

A história

A história se passa no período Sengoku, um ano após a batalha de Sekigahara, e o anime começa com o templo de Izumo sendo atacado por ninjas a mando de Tokugawa Ieyasu, onde o monge Kannushi se sacrifica para salvar a sacerdotisa Isanami, mandando-a procurar Sanada Yukimura para pedir ajuda.

Em quanto fugia de seus perseguidores, a sacerdotisa esbarra com o ninja Saizou, que aceita ajuda-a em troca de uma refeição. Ao descobrir para onde a garota quer ir quer ir, o ninja se recusa a acompanha-la, entretanto, neste exato momento, são atacados por Sasuke Sarutobi, mas a sacerdotisa interrompe a luta, exigindo ver Yukimura.

Chegando ao castelo deste, a garota ouve sua recusa em ajuda-la, por considerar que está apenas buscando vingança, mas os deixa pernoitar em seu castelo. Porém, no meio da noite Saizou vai embora, e Isanami vai atrás dele. Nesse percurso são atacados novamente por ninjas enviados por Tokugawa, e Sanada aparece, revelando que só havia agido daquele modo para saber quem estava atrás da sacerdotisa, afirmando que a garota era o motivo do ataque ao templo de Izumo, pois continuavam perseguindo-na e o monge Kannushi havia dado a vida para protege-la, embora não soubesse o motivo disso.

Ao retornarem ao castelo, Yukimura revela que quer reunir dez guerreiros, o mesmo número de dedos que possui, e que possam se equiparar à sua capacidade, para quem possa proteger as pessoas de Tokugawa Ieyasu. No decorrer dos episódios seguintes são mostrados os guerreiros que se unirão a Sanada.

Considerações Técnicas

Com relação a animação, Brave 10 não deixa nada a desejar, tendo cenários cheios de cores, com aquela climatização do período dos samurais, que particularmente gosto muito. Destaque para as roupas dos personagens, que variam desde trajes sensuais nas garotas, passando por trajes típicos de ninjas, pelo modo despojado de se vestir de outros, para terminar no modo afeminado de alguns outros.

Sobre as músicas, particularmente não virei fã de nenhuma. Embora acredite que após ouvir doze vezes a abertura eu vá acabar gostando mais, mas o tipo de música do encerramento não é do meu agrado (estou preparado para possíveis apedrejamentos >.<). Vale ressaltar que tanto uma quanto a outra mostram os personagens que virão a ser os dez guerreiros de Yukimura, o que não deixa de ser um atrativo para ambas.

Comentários Gerais

Eu esperava mais de Brave 10. Como disse anteriormente, gosto de animes do gênero, por isso tinha uma alta expectativa com relação a esse anime, mas o desenrolar da história é meio lento, chegando ao seu ápice perto do final de cada episódio. De certo modo, é entendível o porque de ter essa continuidade, principalmente no primeiro episódio, quando se está sendo armado o pano de fundo para a ideia de Sanada reunir seus dez guerreiros, mas, até chegar nesse ponto, não posso deixar de dizer que achei a história maçante, e que quase cochilei vendo.

De qualquer maneira, ainda acredito no potencial de Brave 10, pois a ideia de reunir vários guerreiros, todos de forte personalidade, tende a tornar a história sangrenta e engraçada ao mesmo tempo. Como não acompanho o mangá, ainda tenho esperanças no desenrolar da história. Espero que os 12 episódios programados para a série sejam o suficiente para que consiga transmitir tudo o que pode.

por César

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • Jah esperava um anime de Brave desde que eu comprei o primeiro volume pela Panini

    O Anime esta correndo com a historia, um episodio esta cobrindo varios capitulos do manga

    Pena que suavizaram o ecchi [principalmente a do segundo capitulo xD]

    Um dos melhores dessa temporada fraca ;D

  • Nina

    Olha, até concordo, mas acho que pelo fato de não ter alimentado expectativas antes do lançamento, eu pude assistir sem ter grandes decepções.

    Gostei bastante do anime, achei a história interessante e os personagens também (mesmo nao gostando do tipo de personagem da Isanami, acho meio chato essa coisa de querer depender de outros para defende-la) e tentei assistir abstraindo ao máximo de Sengoku Basara, o que foi bem difícil.

    Realmente, o desenrolar dos episódios é um pouco maçante, e o ápice de cada episódio é mesmo o final, onde até agora, foi basicamente o Saizou lutando com algum vilão e usando cheat ao desenrolar aquela atadura da espada.

    Eu pretendo assistir até o final porque estou de férias e porque não tem nenhum motivo que me faça dropá-lo agora… Mas não é um anime excepcional, não é aquela coisa que me faz esperar ansiosamente pelo próximo… Não sei explicar… O último episódio que assisti até me fez esboçar esse tipo de vontade, mas ainda não foi aquela coisa, aquele feeling… Como disse, gostei bastante do anime, mas foi só =

    Acho que até agora o anime tá desenrolando numa boa, creio que em 12 episódios dê pra contar a história de um modo coerente, e que nao fique corrido/lento (isso se continuar mais ou menos do jeito que tá)…

    Sei lá, eu acho que dá pra ficar mais emocionante… tá legal, tá maneirinho, mas pode ficar melhor =

    • Realmente, o problema que tô tendo também é que acabo comparando com Sengoku Basara, mesmo sem querer…

      • .

        Né xD sempre lembra o Sanada : Dizendo Oiakata-sama !!
        Mas gostei muito de Brave 10

  • Sinceramente acompanho o mangá e não curti mto essa adaptação não, mto corrido, cortaram algumas coisas… tipo quem salva Isanami e Saizou no epi 2 é Kakei… assim como Kakei não leva um golpe de Yuri que joga ele um pouco pra longe na ponte…

    Mas eu curto o mangá vou continuar a ver o anime…
    Eu sei que possivelmente se não lesse o mangá adoraria o anime…
    Só acho que 12 epis não cobrem com maestria toda a história dos 8 volumes, pois se não me engano um anime de 11~13 epis geralmente corresponde a 3~4 volumes encadernados, logo creio que para não haver grandes cortes deveria ser no mínimo 24 epis pro anime todo.

    E a história ir se arrastando é próprio da autora, pq todos os 10 bravos guerreiros só no volume 5 são todos apresentados, e no vol. 6 [o qual estou] que se juntam.

    Contudo, ainda boto fé no anime.

  • Brave 10 começou bacana, mas deve funcionar melhor com fãs dedicados do gênero. Destaca-se mais no character design e no trabalho de dublagem (Daisuke Ono e Kamiya Hiroshi <3), mas mesmo nas cenas de ação fica devendo um pouquinho.

    Sem falar que não sei se muita gente consegue engolir a tentativa de agradar ao público de shonens e o público de harém reverso incluindo uma personagem como a Isanami, mas é só um tiro no escuro…

    • Nina

      Realmente, o character design é lindo *-*

  • Vinicius Diz

    Eu dormi vendo o episodeo 3 e não tive saco para rever (tomara que nao tenha perdido nada de importante kkk), mas até que estou gostando do anime.
    sem mais comentarios

  • Mesmo não acompanhando o mangá, tbm acho que 12 episódios é pouco, concordo que o ideal seria uns 25 msm, mas por enquanto to gostando do anime, o Saizou num é um tpo de pincipal que me agrada mto pela sua seriedade mas pelo menos num é outro idiota qualquer, e prefiro meninas como a Isanami do que como a Inori do Guilty Crown (pqp virou moda agr principais sem sal), gostei da música da abertura mas acho que poderia tem mais cenas de ação e o cara das correntes me lembra o Shun kkkk

    • Vale ressaltar que o anime já cortou umas batalhinhas [cenas de batalha]… e vai cortar mais, preparem-se…

  • Vinicius Diz

    só mais uma coisa
    a isanami é chata pra c@#$%&, e esse papinho de me proteja ja encheu o saco no primeiro episodeo
    fora isso tudo bem 🙂 AUHSAUSHUAHSU

    • Ice

      Concordo, é uma das piores personagens femininas que já vi, totalmente, estereotipada, sem personalidade, resumindo chata demais. A história em si é bem clichê, mas o anime tem boas lutas.

  • Esse anime é muito clichê e a personagem principal dele me deixou nos nervos, que menina chata , meu deus…No primeiro episódio já me irritei profundamente com isso e também o fato do desenvolvimento da história.
    Enfim, acho que criei uma expectativa muito grande em cima dessa animação e acabei me decepcionando…Agora só resta torcer pelos próximos episódios serem melhores…

  • Rayovac

    Brave 10 é mais um dos poucos que se salvaram nessa temporada e mais um dos poucos que eu estou acompanhando nessa temporada.

    É claro que é um anime de grande potencial e com uma história que eu sempre quis ver, sempre achei legal a ideia de reunir um determinado grupo de pessoas ou de objetos, ano retrasado (se não estou confundido as datas) teve um anime aonde precisava reunir 10 espadas ou algo assim, que me arrependo de não ter visto.

    Bem, voltando ao que interessa, que é Brave 10, sem duvida tem tudo pra nos mostrar varias batalhas de qualidade e manter alguns mistérios e intrigas, só não espero nada ainda mais massante do que esperar 18 minutos de diálogos pra 2 minutos de ação ou revelações.

    Outra coisa que eu gostei muito foram das paisagens e das variações nos personagens, achei que estão muito bem feito, “cada um no seu quadrado”, estilos, personalidade e até mesmo objetivos diferentes estão presentes em cada um.

    Ainda não vi nenhuma luta realmente boa, com reais intenções em lutar, então fica um tanto difícil dizer o que esperar delas, mas de qualquer forma acho que um dos focos desse anime são as lutas então creio que elas tem de ser de qualidade.

    É isso,m fico na expectativa que Brave 10 de uma melhorada em certos aspectos e não seja chato e cansativo como vem sendo. De qualquer maneira vou continuar assistindo principalmente pela história muito atraente e pelo ótimo visual do anime, e provavelmente pelas ótimas lutas que vão ter.

    Rayovac!

  • Acho que Brave só vai agradar mesmo que curte o gênero ou aquele cara que gosta de ação por gostar.

    Ele lembra um pouco Basara, mas é só semelhança. Ainda tenho fé nessa série.

  • Gilberto

    Gostei mto deste anime, é um pouco diferente do manga, mas mto bom,..
    Ah uma pergunta sabeira m dizer qdo sai i Vol nº 08 de Brave 10…
    Vlw Abraço

  • Estou acompanhando Brave 10, mas to achando aquela coisa morna. Nem bom nem ruim, dá pra assistir numa boa, mas nada que te deixe muito empolgado, nem mesmo nas lutas que eram pra ser o ponto forte.

    Mas acho que daqui pra frente o animê começa a ficar melhor.

  • Mangá é muito melhor. Houve alguns cortes bem desnecessários, mas eu acredito que isso seja uma consequência de quando você tem a ideia de adaptação. Afinal, o anime é baseado no mangá, mas se for idêntico não teria tanta graça em ler.
    Lembro que não foi cortado nada realmente importante, apenas partes do mangá que eram boas de se ler. E possivelmente vocês não estão gostando muito das lutas, porque elas estão correndo muito rápidas.

  • Jordi

    Cara, como assim você não curtiu tanto as músicas?
    O encerramento tá bom, mas a abertura e uns BGM’s que tocam no meio das lutas são demais.

    • É que o estilo da música realmente não é de minha preferência…Pode acontecer que nem em Level E, que não gostei da abertura inicialmente, mas hoje gosto, mas não é um tipo de música que gosto de ouvir

  • Laris

    Chorei (??) no primeiro episódio, fiquei com pena da Isanami. Ela lembra um pouco a Chidori de Full Metal Panic! O character desing é bem bonitinho e adoro a voz do Ono Daisuke fazendo personagem machão.
    Até agora a história não tá mostrando nada demais. Todo mundo já sabe o que o pessoal do mal quer, quem vai se apaixonar por quem e que o Saizou vai ser do tipo que apanha, apanha mas quando a Isanami soltar um ‘Kyaah’ ele encarna o Goku e salvará todos. Só que shounen é shounen né… tem seu público alvo bem definido e ele que deve ser agradado.

  • Meu maior erro ao ver Brave 10 foi ter acreditado que seria um novo Katanagatari. Quem assistiu Katanagatari sabe que o anime é foda, teve muitas boas lutas, teve um drama bem desenvolvido, e concluiu com chave de ouro. Brave 10 é completamente o contrário! Chega a ser mais maçante que os fillers de Bleach.

  • pollyanna

    Olá, A minha mais humilde opinião é que amei esse anime acho ele divertido, adoro história de ninja, tem uma ação na medida certa, para o enredo; só fico triste´por ser tão curto, queria mais episódios, BJIN!! MINA

  • Brave 10 tinha (ou tem,para alguns) certo potencial. Mas, é como a Mary falou acima: é um tiro no escuro. Uma aposta alta demais. Primeiro que não tem como o público do harém ao avesso gostar da miko de cabelo azul (ela é muito chata). Segundo porque o herói não tem um objetivo (tá certo que nem precisa ter esse tipo de coisa). O character é lindo,mas, não sei se compensa a falta de outros elementos da história (aliás, tem mesmo uma história rolando ali?). Bom, eu só estou acompanhando por teimosia.

  • Luís

    Brave 10 não é um anime maravilhoso, mas também não nenhuma porcaria. Como eu não esperava muito dele acabei gostando de alguns aspectos, como da animação que é bem feita e pelo fato do Saizou não ser um personagem idiota. De qualquer forma, tratando-se de um anime shounen, creio que ele cumpre bem a sua tarefa de entreter o público que curte esse tipo de história, apesar de considerar que as lutas devessem ser de melhor qualidade, mas fora isso não é um anime que tenho vontade dropar, até porque ele só tem 12 episódios ao que me consta.

  • Eu concordo, esperava mais, quando ouvi falar achei que fosse algo mais Rurouni Kenshin (fiel ao período e tal), assustei quando vi as imagens estilo Sengoku Basara e que o anime mais essa linha mesmo. Só um detalhe: “kannushi” não era o nome do monge, mas o “título” dele, um kannushi é um sacerdote (homem) shinto que cuida do templo.

    • Obrigado pela informação, Kurosu, não sabia disso. 😛

  • LithiumPride

    Brave 10 tem uma boa representação da história japonêsa, um tema que gosto muito, personagens carismáticos (Menos a Isanami, PQP que personagem chato), a coisa de reunir 10 hérois é algo interessante que poderia dar em sagas e situações muitos boas, mas acho que o autor(a) não aproveitou bem a própria obra, tenho grandes expectativas para Brave 10 Spiral, mas vamos ver…

  • Betty

    Começou legal, mas o final foi uma bosta, esperava mais!