Semanada #32 – Naruto #582, Bleach #488 e One Piece #663

Olha só quem voltou! Mas não é a mamãe.

Bem, o Semanada voltou. Mas não com a Cassi. Ela está passando por alguns tempos meio conturbados na faculdade, com muitas provas e estudos, então ela está de “férias” por um bom tempo. Mandem boa sorte para ela! Enquanto isso, eu (Dih) estarei aqui tentando levar o Semanada para frente, mesmo que vocês estranhem um pouquinho a diferença na nossa “forma de escrever”, o que é até normal (não consigo criar as ótimas teorias dela, desculpem).

De qualquer modo, espero que gostem do post hoje. Fiz um pequeno “recapitulando” antes de começar a falar dos novos capítulos, só pra situar vocês na história e lembrarem alguns acontecimentos. Então chega de papo e vamos ao Semanada 32!

Naruto #582

Nada!

Recapitulando: Nosso último Semanada com Naruto foi com o capítulo 576. São 6 capítulos que estamos tendo a mesma coisa. Isso vai dar um volume inteirinho de batalhas do Sasuke contra o Itachi contra o Kabuto que deixou a cobra de lado (ui) e se transformou em um dragão. O cara tá achando que é Game of Thrones. Os dois irmãozinhos alvos de fujoshis estão unindo seus poderes para derrotar o senhor das cobras, mas aparentemente o buraco é mais embaixo, afinal agora Kabuto conseguiu dominar completamente tudo que o Orochimaru sempre quis, sendo capaz de aperfeiçoar seu poder para se tornar uma lagartixa um dragão. E é, dá pra resumir os últimos 6 capítulos nisso.

Como o nome do capítulo mesmo diz, nesse não aconteceu NADA! É, foi mais um capítulo com falação, enrolação, falação e mais uma dose de enrolação. Tio Kishimoto tá trollando a gente. A batalha continuou com o Kabuto utilizando uma técnica contra os Uchihas, que acabou atingindo Itachi. A ideia era conseguir usar todo o terreno ao seu redor, e no maior estilo X-Men, ele utiliza os estalactites para atingir o irmão mais velho, que mesmo ferido utiliza o Amaterasu para proteger seu irmão (own, as fujoshi pira).

E isso foi tudo de importante que aconteceu no capítulo, porque depois foi só mais uma dose de carga emoção do autor. Primeiro o Kabuto diz que está mais perto de alcançar todo o poder do senhor Rikudou Sennin (aquele tiozinho que criou os jutsus e todo o mundo dos ninjas e que ninguém se lembra quando o Jiraya falou sobre ele). Segundo Kabuto, ele está prestes a controlar todos os poderes do ninjutsu, mas o Itachi diz que não vai conseguir, que na verdade eles não são parecidos, mas também são parecidos (?) dizendo que ambos tiveram que sacrificar sua vida e se tornarem espiões. Ah, e tem o Sasuke também pra falar “VOCÊ NÃO SABE NADA DOS UCHIHAS!” como se esse desgraçado também soubesse muito, né? Não era ele que queria matar o irmão desde o começo da série?

Enfim, aí o Kabuto roda a bolsa e começa a falar que os Uchihas não sabiam da vida de sua cobra. Começamos a ver um pouco da vida dolorida do cara quando ele era criança e foi resgatado por uma enfermeira para viver em um orfanato. Ainda não dá pra falar muita coisa com essa primeira parte do flashback. Possivelmente seremos apresentados ao modo como o Kabuto conheceu o Orochimaru e como ele se tornou um espião para o ninja.

Vamos torcer para que isso não demore demais. Já não basta todo o drama pessoal de sempre dos Uchihas, agora também tem do Kabuto? Vamos lá Kishimoto, eu confio em você para terminar esse mangá bem. Ainda acredito em um fim em alto estilo – e já descarto uma possibilidade de Naruto vs Sasuke, ainda bem.

Ponto alto: Mesmo sendo um flashback, o tio tem o dom de fazermos sentir pena até mesmo dos personagens nojentos como o Kabuto.

Ponto baixo: Enrolação… Enrolação… O capítulo todo foi enrolação.

Bleach #488

Laços por trás da explosão

Recapitulando: Bem, o último capítulo comentado por aqui foi o 482, comecinho da tal última saga do mangá. Eu havia dropado Bleach há muito tempo, não é novidade pra quem me acompanha via twitter. O mangá perdeu muito do encanto pra mim e bla bla bla. Mas como eu sou bonzinho e penso no bem estar de vocês, comecei a ler só pra escrever por aqui. Enfim, tivemos vários acontecimentos até aqui,  como o aparecimento do tal do Iván (que foi morto pelo seu chefe em seguida), a morte do subtenente Sasakibe, a captura de Hallibel e a invasão de Hueco Mundo pelos tais Vandenreich. Como sempre, ler vários capítulos de Bleach de uma vez continua sendo muito melhor do que acompanhar semanalmente.

Logo de cara no começo do capítulo 488, vemos o Hueco Mundo sendo dominado pelos Vandenreich, e as Tres Bestias (“guarda-costas” de Hallibel) tentam dar cabo com o capitão da raça que está tomando e matando todos naquele lugar. Nel e Ichigo ficam olhando de longe e tudo que eles vem é o capitão acabando com elas em um piscar de olhos (lembrando que o pessoal foi até lá para saber o que tava acontecendo no Hueco Mundo por causa de um pedido da própria Nel). Caramba, era tão difícil pra elas entenderem que isso aconteceria? O cara havia capturado a Hallibel, que é suficientemente mais forte que ela. Não precisa ser muito inteligente pra descobrir isso.

Enquanto isso, lá na Soul Society, o capitão Yamamoto ainda está puto da vida com a morte de seu vice comandante e manda todos os capitães se prepararem junto com seus esquadrões para enfrentarem os Vandenreich. E a discussão ficou ainda mais quente depois do senhor Mayuri ter dito o que nós já sabíamos desde a luta do Ichigo contra o Iván: os Vandenreich são um exército de Quincys rebeldes.

O capítulo termina com o tal capitão localizando o Ichigo e o chamando pra porrada. Agora começará a luta do nosso protagonista com o Quincy. O que será que vai sair daí? Se querem saber minha opinião, a saga começou “mais do mesmo”, mas mesmo assim muito melhor do que a anterior (fala sério, isso não é muito difícil de fazer). Não sei como Bleach vai seguir daqui pra frente, mas pode ser bacaninha dependendo do rumo tomado pelo Kubo Troll. Eu, por exemplo, quero muito saber qual vai ser o papel do Ishida nessa história, afinal, são os “parentes” dele. Foi interessante que até a Orihime havia dito no capítulo passado sobre a amizade do Ishida com o Ichigo, que estava muito mais forte. E agora, José?

Ponto alto: Yamamoto todo raivoso mandando os capitães indo pra guerra. Isso com certeza é o que empolga.

Ponto baixo: Muito falatório pelas Tres Bestias pra nada.

One Piece #663

CC

Recapitulando: Bem, por curiosidade, eu mesmo havia escrito o último semanada com One Piece, que havia sido o capítulo 658. Diferente de Naruto e Bleach, os capítulos anteriores de One Piece avançaram bastante na história da ilha, principalmente pelo aparecimento do Smoker e do Law, que agora é um Shichibukai!! O começo da luta deles foi muito boa e prometia ser algo extremamente épico, mas o Law acabou usando algo extremamente fora de sério e arrancou o coração do Smoker. Bizarro. Eis que esse capítulo prometia algo muito bom, maaaaaaas… bem, vamos lá.

Pra começar aqui, tivemos o reencontro do Law com o Luffy, que até então não sabia que ele havia se tornado um shishibukai até o tiozinho que está em busca de seu filho ter falado pra ele. Law começa a se lembrar de quando ajudou Luffy e tudo mais, mas a conversa dos dois é adiada quando Usopp percebe a presença da marinha no lugar, fazendo com que eles voltassem para dentro da base em busca dos outros. Tashigi fica extremamente enfurecida com o fato de Law ter derrotado o capitão Smoker e parte para cima dele, mas também tem seu coração arrancado de maneira bizonha, até o Zoro fica assustado.

Mas o que importa é que finalmente Luffy e o seu grupo voltam a se encontrar com Nami, Sanji e o resto do grupo que estava separado. E essa foi a cena mais engraçada do capítulo – nessas coisas de comédia One Piece ainda é mestre. Lembrando que a ilha age de forma estranha nas pessoas, foi muito divertido ver o pessoal com a personalidade totalmente trocada. E mais divertido ainda ver o Sanji dentro do corpo da Nami. HAHAHAHA

Mas tirando isso, o capítulo foi muito morno, sendo concluído com a Tashigi e o Smoker, também com seus corpos trocados, discutindo sobre a marca “CC” que viram no navio que estava atracado atrás da ilha. Mais estranho ainda, é que os dois continuam sem seus corações. Afinal, o que diabos o Law fez e o que diabos ele pretende? Ainda não tá dando pra entender nada das intenções do “novo shichibukai”.

Porém, a cena final do capítulo foi realmente interessante. As tais iniciais CC se referem ao Ceasar Clown, que aparece na ilha para bater de frente com Law. Afinal, qual a relação dos dois? O que esse encontro realmente vai representar pra saga a partir de agora? Será que realmente veremos a verdadeira face desse “assassino em massa” ou o Oda vai trollar todo mundo e deixar isso pra outra ocasião? Bem, se esse capítulo foi morno, o próximo promete.

Ponto alto: O Sanji abrindo a roupa na frente de todo mundo pra mostrar os peitos da Nami.

Ponto baixo: Achei o reencontro do Luffy com o Law meio fraco. As vezes me irrito com a abestagem do Luffy de não querer saber o que tá acontecendo.

Bem, por hoje é só. Não sou a Cassi, mas espero que tenham gostado dessa pequena volta do Semanada. Nos vemos daqui duas semanas, lembrando que nessa não tem Shounen Jump por causa da Golden Week! Até mais!

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post