Checklist – Mangás atrasados em Maio pela editora Panini (AT)

Dragon Ball de rosca, a volta de Black Bird, e Kekkaishi com futuro incerto ao lado de As Estrelas Cantam.

ATUALIZAÇÃO: Checklist oficial da Panini atualizado no post. Nada de Morango 100%, Blood Lad ou de 07-Ghost nesse mês, mas Kekkaishi e As Estrelas Cantam foram reprogramados.

E cá estamos com mais um checklist da editora Panini, agora no mês de maio. Pra variar, muitos atrasos, mania extremamente irritante da editora que ainda não me deixa “adorá-la” totalmente. Acho isso extremamente inconveniente. Dragon Ball chega como promessa pelo terceiro mês seguido, Kekkaishi e Estrelas Cantam voltando do fundo do poço, Black Bird de volta entre outras coisas. Essas são as novidades da dona italiana para o mês de Maio (e que vocês já sabem que só devem sair em Junho).

Para quem está ansioso, não é agora que nós teremos nem Monster, nem Kuroshitsuji ou nada dos anunciados no fim do ano passado. É, a Panini e seu cronograma precisam se organizar urgentemente. Enfim, vamos ao checklist de Maio!

Dragon Ball 1 de Akira Toriyama

Periodicidade: Mensal – Concluído com 42 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

E chegamos novamente com Dragon Ball aqui no checklist. Já está se tornando cansativo isso. A editora já se pronunciou oficialmente e o mangá chegará nas bancas no dia 28 de maio, mas não confiaria nisso se fosse vocês. Se bobear o mangá só sai por aqui no começo de Junho, atrasando ainda mais o lançamento das outras obras prometidas. No lugar de Dragon Ball nesse checklist vocês deveriam estar vendo Monster. Pois é. Pra verem como a falta de planejamento atrapalha os leitores e a própria Panini de uma forma inconveniente. Realmente não entendo a falta de profissionais tomando conta disso.

One Piece 4 de Eiichiro Oda

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 65 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 208 páginas

Preço: R$ 10,90

Único volume de One Piece do mês. Lembrando que a “continuação” da publicação da Conrad é bimestral e agora só no próximo mês. Nesse volume acontecem algumas das partes iniciais que eu mais gosto de One Piece, e logo logo o nosso amado Going Merry se unirá ao nosso bando. Novamente reforço aqui que muitas pessoas estão tendo problemas com a assinatura de One Piece e seus atrasos. Reclamem! Ou senão vocês não serão atendidos como consumidores. A assinatura da Panini não é das mais confiáveis – não só em mangás.

Air Gear 11 de Oh Great!

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 35 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Essa capa de Air Gear é uma daquelas que te fazem vomitar arco íris a vontade. A série vai se tornando mais frenética a cada volume e com um arte ainda mais linda e admirável junto. Air Gear não é nem de longe o mangá mais inteligente e com melhor roteiro que existe, mas com certeza quem compra se diverte muito. O título por enquanto vai tendo caminho tranquilo com a Panini, que o vem lançando regularmente todos os meses. E esperamos que continue assim por muito tempo, obrigado.

Naruto Pocket 24 de Masashi Kishimoto

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 60 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:11,4 x 17,7 cm, 192 páginas

Preço: R$ 9,50

Naruto Pocket se encaminhando para o final da saga “clássica” da série, em um dos meus arcos favoritos de Naruto. É até engraçado pegar esses volumes antigos e comparar com o atual e ver como o Kishimoto desenvolvia alguns fatos muito mais rapidamente do que as tão reclamadas enrolações. Enfim, o mangá ainda nem está perto de alcançar a sua metade de volumes lançados no Japão, então respirem aliviados.

D.Gray-Man 21 de Katsura Hoshino

Periodicidade: Trimestral – Em andamento no Japão com 23 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

D.Gray-Man está chegando lá! Estamos realmente muito perto do Japão e não sei se fico contente ou triste com isso. Pelo menos um fato é que eu amo esse estilo atual da Hoshino. Detalhe que a partir dessa edição a capa de D.Gray-Man ganhou um logotipo “diferente” no original, sendo localizado na lateral. Porém, a Beth Kodama da Panini disse que preferiu manter o logotipo que era usado até agora, até pelo padrão estético da coleção. Há quem reclame disso, mas não me incomodei com essa pequena “mudança”. E vocês? O que acharam?

Black Bird 12 de Kanoko Sakurakouji

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 15 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Meu lindo Black Bird, voltando com uma linda capa. Tudo tá muito bom, tudo tá muito bem. Exceto a dúvida se o mangá continuará tendo essas “pausas” como aconteceu entre a edição 11 e essa. Temos 3 volumes até alcançar o Japão, e sinceramente não queria que o título paralisasse, mesmo que isso signifique ficar um bom tempo sem o mangá por aqui. E além do mais, bem que a Panini poderia aproveitar o “encostamento” de Black Bird pra voltar a publicar Otomen, hein? Saudades desse mangá.

As Estrelas Cantam 8 de Natsuki Takaya

Periodicidade: Bimestral – Completo no Japão com 11 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,50

E olha só que coisa do destino. Agora As Estrelas Cantam é trimestral e isso faltando apenas 3 para termos o segundo título da autora de Fruits Basket completo aqui no Brasil. Bizarro não é mesmo? Juro que não entendo essa história da Panini de mudar a periodicidade de seus títulos que aparentemente vão “mal”. De qualquer modo, a Panini parece não ter se ajustado com esse coitado, e olha que ele sofreu muito com a instabilidade da periodicidade já. O volume 8 deveria ter saído há dois meses atrás e só agora veio parar no checklist. E podem anotar aí que o último volume vai ser um capítulo especial dessa novela. Sempre é assim. Guin Saga que o diga.

Maid-Sama! 7 de Hiro Fujiwara

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 13 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 11,4 x 17,7 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,50

Sétimo volume de Maid-Sama e eu ainda nem comprei o sexto. É, eu sou um herege, eu sei. Mas brincadeiras a parte, esse volume tem uma das minhas capas favoritas. Não tem como gostar do Usui, não é mesmo? Gostaram dessa ilustração na capa nacional que é feita com aquela toalha de mesa colorida e o logotipo feito no Power Point? Brincadeiras a parte, até que ficou bem bacana. Enfim, é um título recomendado por mim, criticado por outros, mas se quiserem conferir a review é só esperarem que ela vai sair por aqui.

O Mito de Arata 5 de Yuu Watase

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 13 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Quinto volume de Arata chegando nas bancas e reforço que esse mangá foi uma agradável surpresa para mim. Já comentei um pouco sobre o título no review que foi publicado AQUI e reforço todas as vezes que falo dele: super agradável e extremamente cativante. Watase parece que realmente pegou o jeito de como fazer um mangá shounen com elementos que não a faz perder a origem e o “estilo” que a consagrou. Ainda é cedo para dizer que eu gosto mais dele do que de Fushigi Yuugi, mas as chances disso acontece são grandes.

Kekkaishi 15 de Yellow Tanabe

Periodicidade: Trimestral – Concluído no Japão com 35 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

E aqui está ele novamente. Nosso lobo solitário e melhor mangá que ninguém lê. Kekkaishi chega com seu volume 15 pela segunda vez. Ele já estava no checklist de março da Panini e até agora nada. Fico muito triste com a forma que o título é tratado. Se ele não está bem e ainda por cima fazem esse tipo de atitude, como esperam que ele se reerga? Sério, não consigo entender esse tipo de coisa. Espero muito que o mangá consiga ir até o final, mas as esperanças já não são mais as mesmas. Vamos continuar torcendo e comprando porque Kekkaishi merece. Ótimo mangá do início ao fim.

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post