Semanada PLUS #14 – Fairy Tail #284, Reborn! #386, Toriko #188 e Bulge #02

Semanada PLUS com quatro séries? Sim, PLUS com quatro séries!

E cá estamos com mais um Semanada PLUS! Dessa vez com a estreia de Sensei no Bulge sendo comentado. Digam o que acharam da estreia da série por aqui! Agora chega de papo e vamos ao que interessa.

Fairy Tail! #284

Pandemonium

Depois da briga sem noção que o Natsu comprou com o povo da Sabertooth, Fairy Tail volta à “normalidade” com mais um dia de Jogos Mágicos! E então, como será que a guilda querida vai se reerguer depois de pagar tanto mico? Com uma pitada de artifícios bem “Deus ex-machina”, o jeito que o Mashima adora.

Dessa vez o jogo é o “Pandemonium”. Entra Erza da Fairy Tail A e Cana da Fairy Tail B. Da parte dos outros competidores. Milliana, a amiga gata (literalmente) de Erza, da Mermaid Heel, também entra. Mais conhecidos da parte da Blue Pegasus e Lamia Scale, mas nem continuo listando o resto dos participantes porque vai ser inútil para a prova. =P

Hora de explicar as regras! Pandemonium é um castelo onde ficam várias bestas criadas artificialmente, que são divididas em níveis de força, de D (mais fraca) para S (mais forte). Os de D são mais numerosos, tendo 50 bichos desse nível, enquanto de nível S tem apenas 1. No total são 100 bichos e os lutadores devem enfrentá-los, ganhando pontos ao derrotarem cada um. Quem tiver mais pontos, vence.

Clichê, tão clichê que combina muito com FT. Mas até que seria interessante ver várias pessoas lutando contra monstros legais, não? Bom, para deixar as coisas um pouco mais legais, os monstros de nível S valem o mesmo tanto de pontos do que os monstros de nível D! Ou seja, o que importa é derrotar o que quer que seja.

O modo de lutar também é diferente, pois cada um deve escolher o número de monstros que quer, daí vem essa quantidade, mas níveis randômicos. Se pedir 4, pode vir tudo do nível D, e assim pode se ganhar pontos facilmente. Mas também podem vir 4 níveis A, ou um nível S e outras combinações…

Bom, com tudo isso já começou a ficar interessante! Mais ainda quando a personagem mais hypada do mangá entra em cena: a querida Erza! Só que só de ouvir “Erza” eu já pensei que como ela seria orgulhosa, iria querer enfrentar vários monstros de uma vez… Dito e feito e a musa ruiva decide enfrentar os 100 bichos, sendo bem gulosa e pegando os pontos todos para ela. Bom, artifício fácil de empurrar a Fairy Tail para o topo nesse Jogo, e Mashima ainda ganha mais porque tá fazendo fanservice com a personagem mais popular do negócio! Olha só que moleza, assim até eu posso ganhar a vida como mangaká! XD Enfim, foi um capítulo bem divertido. Será que Erza derrotou tudo mesmo? Sem maiores efeitos colaterais? Vamos esperar o próximo capítulo!

Reborn! #386

O Dia Fatídico e a Guerra de Representantes

Antes de mais nada: FINALMENTE! Finalmente o maior mistério do mangá foi explicado! Como grande fã de Reborn! (mesmo sendo decepcionado aqui e acolá ultimamente), fiquei bem satisfeito, porque estava preocupado de Amano nunca revelar isso ou revelar porcamente. Enfim, vamos descobrir quem são os Arcobalenos?

Tsuna e Reborn estão na caverna, cheio de esqueletos com chupetas. “Por que tanta cadáver de chupeta? São todos Arcobalenos? E por que estão grandes e não pequenos?” era o maior mistério do capítulo anterior. Reborn pede para Leon (!!!!!!!! Quanto tempo!) acender a luz e descobre várias pinturas rupestres com alguém que, pasmem, lembra Checker Face. Lá estão 7 pessoas, os 7 Arcobalenos, representados no “Dia Fatídico”, e logo depois, a “Guerra dos Representantes”, que está acontecendo agora. Mas ué, se tem isso aí é porque já aconteceu antes…

Reborn começa a falar pra Tsuna que os 7 mais fortes do mundo foram reunidos e lhes eram dados trabalhados renumerados com frequência. Um dia, porém, Checker Face os engana e os leva ao topo de uma montanha com luz. Sim, aquela daquele pequeno flashback da Saga do Futuro, onde Collonello atrapalha e entra no lugar de Lal Mirch (mas ambos se ferram XD).

No meio da conversa chega Bermuda junto com o Vindice, pedindo para Reborn e Tsuna tirarem os relógios de representante. Depois de suspeitar do bebê, os dois aceitam os termos, porque pelo visto ele só quer bem, já que não quer que Checker Face ouça a conversa que eles vão ter. E então começam mais explicações…

Para explicar os desenhos, Bermuda esclarecer que os Arcobaleno sempre existiram, revezando entre os 7 mais fortes da época. Quando outros surgiam, a Batalha de Representantes era feita para decidir os sucessores dos Arcobalenos. EPA! Isso mesmo! A batalha de agora não é para tirar o feitiço de Reborn ou do ganhador que seja, mas para que os ganhadores sejam os novos portadores da maldição. Era tudo uma cilada!

Mas e os Arcobalenos antigos? Bermuda aproveita que veio junto com o chefe da Vindice e este tira suas ataduras, mais parecendo um zumbi. Cheio de correntes numa chupeta. Os Vindice são o que restaram dos Arcobalenos, que, “livres” da maldição, ou morriam ou viravam um cadáver ambulante como eles.

Reborn diz que sabia que a resposta à tudo não ia ser agradável, e Bermuda aproveita para peir uma aliança. O objetivo é destruir Checkerface, e parece que ele descobriu seu ponto fraco. Quando houver a maldição dos Arcobalenos mais uma vez, com a luz da maldição, será a hora de atacar Checkerface, que em outras situações seria invencível por sempre estar invisível. E agora, Reborn vai aceitar? E Tsuna, não vai ficar preocupado em se tornarn um bebê amaldiçoado? CARA, ESSE CAPÍTULO FOI DEMAIS! Mal posso esperar o próximo. 

Toriko #188

Batalha Decisiva, Templo Shokurin!

Enquanto Reborn pega fogo nas revelações, Toriko não fica para trás e comemora seu quarto ano de serialização com muito estilo, numa página colorida linda e um capítulo com lutas de tirar o fôlego! O capítulo foi tão rápido mas tão bom que não sei por onde começar. Muita porrada e muita tensão, não dá pra esperar uma semana pra ler o próximo!

Enquanto Chinchinchin volta ao templo, Chiyo toca o terror com sua técnica de Katsura Maki (maneira de cortar vegetais em pedaços finos). É, no capítulo anterior não tinha sido imaginação do cara, a velha não tem piedade e está cortando todo mundo literalmente mesmo! Do outro lado do campo, o Golem sai quebrando tudo com força bruta, e os mestres do templo não são capazes de dar conta!

Passando para Komatsu, que foi cruelmente trespassado por uma faca no último capítulo! Ué? Era só trollagem e a faca de Ootake era uma “Faca Revitalizadora”, e Komatsu só está curado. Ootake explica que é uma técnica proibida, que aprendeu no Gourmet World. Hora de Komatsu ficar assustado! Não bastasse estar assustado, Ootake ainda humilha Komatsu falando que o combo dele com Toriko é fraco, e há uma grande distância nas suas habilidades como chefs. O combo do ex-amigo de Komatsu agora é com o Bishokukai….QUEM?!

CABOOM. Nada de mostrar o nome do Bishokukai, porque o Mestre Chin vem explodindo com tudo para bater em Chiyo. Ele fica musculoso e aumenta 10x de tamanho, mas nem isso impede a velha de furar seu estômago com a mão! Mas isso não é o suficiente e Chinchinchin fala que Chiyo nunca vai acabar com a técnica do Respeito à Comida.

Komatsu, másculo como sempre, começa a chorar e se desesperar com tanto destruição. Até que uma voz faz com que ele se acalma. É o Toriko Super Saiyajin 3 que chega mais musculoso e com cabelos grandes e sedosos. E agora, quem poderá salvar o dia? O Templo Shokurin vai ruir? Mestre Chin vai morrer? Toda Bishokukai vai voltar ilesa? Ootake ficou do mal mesmo? Quem é seu par? O quão forte Toriko está? Ele aprendeu a usar a Colher? MEU. DEUS. O mangá deu uma guinada tão louca no ritmo que é impossível não querer mais agora.

Sensei no Bulge #02

Príncipe do Planeta

GLÓÓÓÓÓRIA!! É só o que tenho a falar depois de Horikoshi Kouhei, autor do meu mangá favorito da Jump do ano passado (Oumagadoki Zoo / Oumagadoki Doubutsuen) ter regressado à Jump em menos de um ano! E com estilo! Que estilo! O mangá já está licenciado nos EUA e vai ser lançado a partir da semana que vem pela Shonen Jump Alpha, a sucessora digital da Shonen Jump americana. É uma aposta muito alta, ainda mais para o autor de um mangá que fracassou com apenas 5 volumes num passado não muito distante. Mas só mostro felicidade, porque o mangá é muito bom. Vamos ver se ele merece ficar aqui na PLUS? =)

Depois de um excelente primeiro capítulo (que já teve suas Primeiras Impressões postada AQUI), Bulge está de volta com um capítulo especial de 26 páginas e com uma CP lindíssima! Astro, que agora tem que se passar pelo príncipe Bulge, está em apuros, querendo voltar à sua “família”. Como um mendigo, ele não está acostumado à vida de príncipe e fica louco achando que qualquer passo em suspeito vai entregar sua condição. O guarda Tiamat, porém, nem suspeita, e só repreende Astro quando este tenta fugir, pois fugir era uma travessura normal do real príncipe Bulge.

Depois da servente Jino arrumá-lo, Astro realmente fica parecendo com um príncipe, mas começa a ficar cada vez mais nervoso! Até que lhe falam que ele está assim para falar com o Rei, que acha que Astro é seu filho Bulge e quer passar a coroa para ele. Assim ele só vai ficando mais estressado, coitado. XD No Jantar Real, ele não consegue ter compostura pra falar com o Rei, até porque fica todo excitado de comer carne, coisa que ele não tinha o privilégio de comer antes. O Rei começa a falar todo orgulhoso do “filho” por este ter ativado a Org, pois isso é algo que só um rei verdadeiro faria. O Rei vai falando tanto de família, que Astro começa a ficar louco, e decide contar que ele não é o príncipe, mesmo que com isso ele arrisque sua vida! Como família é algo que ele preza muito, Astro não consegue se segurar e fala mesmo.

A notícia é chocante, mas o Rei fala que já estava desconfiado, pois se Astro fosse mesmo Bulge, teria sido mais egoísta com suas palavras na hora que voltou para o palácio no capítulo anterior. Apesar de idêntico ao pobre Astro, o príncipe Bulge tem uma personalidade totalmente oposta. Astro fica desesperado achando que vai morrer mas pede para o Rei pelo menos tomar conta de sua “família” que mora no cortiço. Tiamat então saca sua arma e aponta…

…para Jino, a servente. Na verdade, por causa de um comportamento diferente que ela fez para Astro, Tiamat descobriu que ela era um ET disfarçado que só queria roubar a Org. Astro fica puto com a situação e defende o palácio invocando a Org. O Rei mais uma vez fica maravilhado com a capacidade de Astro e fala que esse mundo é dominado por vários aliens que se infiltram em outros planetas à procura de poder. É época de Guerra nas Estrelas e só Astro pode acalmar tudo isso.

O Rei fala que quer que mesmo não sendo seu filho real, Astro seja o príncipe. Assim, pede para Tiamat ensinar tudo para ele, e também para que traga a trupe de garotos pobres para o castelo, pois esta é a querida família de Astro. É o começo da jornada e Astro já passou de mendigo para principe. Como será que a história vai desenvolver? São mil possibilidades e desejo que Horikoshi faça muito sucesso, porque Bulge está com todo o gás. Sucesso!

por Artur

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post