Checklist – Beelzebub comandando a Panini em Setembro

Daaaaaaaaaaabuuuuuuuuuuu! E outras coisinhas mais.

Demorou, mas chegou. O checklist de setembro da Panini tá no ar, com tanto atraso quanto os mangás da editora. Mas dessa vez tenho desculpas. Demorei para ter em mãos o checklist oficial da editora, capas, aprovações e tudo mais de burocracia (?), então hoje eu tenho perdão. De qualquer modo, mês com algumas estreias que não são tão estreias – Mad Love Chase e 20th Century Boys – e o aguardado lançamento de Beelzebub. Diferente do que alguns esperavam, não teremos Black Butler esse mês por algum motivo desconhecido (provavelmente o atraso do lançamento do volume 1 tenha alguma coisa a ver), então deve ficar para o próximo mês. Também não tem D.Gray-Man (que deve demorar para voltar para as bancas, já que encostou no Japão), nem Maid-Sama e nem Vampire Knight. Devem todos ficar para outubro. Vamos aguardar. Idem pra Gantz.

Enfim, chega de papo e vamos ao que interessa, antes que vocês me matem por aqui.

Beelzebub 1 de Ryuhei Tamura

Periodicidade: Bimestral – Em andamento com 17 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 200 páginas

Preço: R$ 10,90

Daaaaaaaaa-buuuuuuu! Beelzebub chegando nesse mês pela Panini e agora com a capinha recém divulgada!!! E olha que coisa linda! Ok, chega de momento fanboy. Agora só nos resta a definição da editora se o título realmente será bimestral ou mensal, mas até a segunda palavra, ficamos com a primeira opção. Bem, de qualquer forma eu não escondo de ninguém que Beelzebub é um dos meus mangás favoritos da Jump pelo simples fato de me fazer rir sempre. Ele é bobo, até digamos que fraco, mas no quesito diversão é impecável. Recomendo. E obrigado por ser bimestral, Panini.

20th Century Boys 1 de Naoki Urasawa

Periodicidade: Bimestral – Concluído com 22 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 216 páginas

Preço: R$ 10,90

Bem, já devem ter percebido que esse é o segundo mês com 20th Century Boys no checklist da Panini. Ao que parece o empecilho nesse título é burocrático, ou seja, problemas em aprovação de capas e coisas relacionadas com os japas chatos que não liberam algo se não estiver do agrado deles. Por esse motivo o mangá está aqui, mas não podemos confirmar se ele virá ou não. Enquanto não tivermos a capa, não ficaria tão esperançoso assim. Bem, pelo menos se ele sair nesse mês não vai mais ser ao lado de Monster…

Mad Love Chase 1 de Kazusa Takashima

Periodicidade: Bimestral – Concluído com 5 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13 x 18 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Outro que estava no checklist do mês passado e que novamente chega aqui é Mad Love Chase. Mas esse é garantido que vai aparecer nas bancas (inclusive no lançamento desse post já é possível encontrar o título em algumas bancas de São Paulo e outras capitais). Lembrando que esse é um shoujo desenhado por uma autora bastante conhecida no ramo do yaoi (até por isso dá pra perceber muita influência nos personagens). Quem sabe não seja a porta de abertura para o gênero aqui? Só um sonho, talvez, mas não custa nada manter a esperança para os fãs.

Dragon Ball 5 de Akira Toriyama

Periodicidade: Mensal – Concluído com 42 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Essa nova edição de Dragon Ball continua um primor de amor com essas capas originais. E as laterais então? A cada mês dá mais vontade de completar logo a coleção para formar aquele desenho da lombada. Chegamos já ao quinto volume da publicação que continua mensal e rendendo bons frutos para a Panini. Afinal, clássico é clássico. Seria legal se Dragon Ball animasse a editora a adquirir Dr. Slump também, obra do mestre Toriyama que não recebeu o tratamento adequado por aqui nas mãos da Conrad. Com certeza o fandom do tio ficaria bem agradecido com a chance.

One Piece 8 de Eiichiro Oda

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 67 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 208 páginas

Preço: R$ 10,90

Oitavo volume de One Piece, que parece que tá burlando o tempo e o espaço com essa coleção. Parece que foi ontem que eu comecei a comprar, eu hein… Enfim, mais uma bela capa da série, apesar das capas das primeiras edições dividirem bastante a opinião dos fãs entre “bonitas ou não”. Para os interessados, vale lembrar que segundo a Panini, hoje One Piece já é o segundo mangá que mais vende dentro da casa, correndo atrás apenas de… Naruto. Mas até aí não é surpresa nenhuma. Bem, apesar de todos os anos que demoraremos para ter a publicação “em dia”, quem é fã das aventuras de Luffy e companhia sabe que vale a pena.

Naruto Pocket 28 de Masashi Kishimoto

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 60 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:11,4 x 17,7 cm, 192 páginas

Preço: R$ 9,50

E comeeeeeça Naruto Shippuuden na edição Pocket. Demorou menos do que esperávamos, não? Tá, não sei. Pra quem tá comprando 60 volumes da edição normal eu não devo ter muita moral pra falar o que demora ou não. Como já vinha dizendo há algum tempo, aqui vamos ver como o mangá vai se desenvolver em vendas nessa versão pocket. Veremos se quem comprava antes vai continuar ou estava só esperando essa saga para “dropar” a coleção – seja por gostos pessoais ou apenas para comprar a versão normal da série. Ah, Naruto é um dos meus mangás favoritos, então qualquer coisa pode parecer suspeita de se falar. Sigamos.

Kekkaishi 17 de Yellow Tanabe

Periodicidade: Bimestral – Concluído no Japão com 35 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Volume 17 de Kekkaishi e até o momento a Panini cumpre o “combinado” de manter o mangá bimestral. Por sinal agora chegamos quase na metade da publicação. Força Panini! Acreditamos em você! E eu faço o que posso aqui nos comentários implorando: galera, deem uma chance para Kekkaishi. Esse mangá é sensacional, fantástico e todos os adjetivos que vocês podem imaginar. Podem ter certeza que será um ótimo investimento para você que gosta de quadrinhos em geral, não só mangás. Um dos títulos mais injustiçados aqui? Com certeza. Mas ainda temos tempo de mudar isso. Força Kekkaishi!

Air Gear 13 de Oh Great!

Periodicidade: Bimestral – Concluído no Japão com 37 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Agora eu tenho a impressão que Air Gear desde que mudou sua periodicidade, tem andado em passos de tartaruga. Mas não podemos fazer nada senão esperar. Esse mês temos o volume 13 chegando nas bancas com uma das capas mais bonitinhas da série inteira. Mas também sou suspeito de falar de qualquer coisa desse mangá, afinal o traço de Oh Great é um dos mais babados por mim em toda a face da terra. E quanto à história… bem, Air Gear é maluquice do começo ao fim e quem compra já deve ter se acostumado com isso. Vocês realmente queriam algo diferente do autor de Tenjho Tenge?

Deadman Wonderland 7 de Jinsei Kataoka e Kazuma Kondou

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 12 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13 x 18 cm, 176 páginas

Preço: R$ 10,90

Sétimo volume de Deadman Wonderland chegando nesse mês. E que capa linda! Realmente eu também adoro esse mangá. Vale comentar que só faltam 4 volumes para alcançarmos os japoneses (talvez 5, já que até lá alguma volume novo deve sair pelas terras nipônicas). Eu só quero torcer para que a Panini não demore tanto tempo entre as paralisações de seus títulos. Nesse quesito a JBC dá um banho incrível na tia italiana. Isso porque estamos falando de Deadman, um título que com certeza deve “se pagar” por dentro dos bastidores.

Blood Lad 5 de Yuuki Kodama

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 6 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13 x 18 cm, 184 páginas

Preço: R$ 10,90

Se teve um mangá que a galera se apegou de uma forma inesperada aqui no Brasil, esse com certeza foi Blood Lad. A história de um vampiro otaku? Sério mesmo? Com o fator positivo de um ecchi bem leve e uma história simples (que até chega a ser repetitiva) mas agradável, Blood Lad conquistou os fãs brasileiros e agora pode estar dando uma pausa por tempo indeterminado. Isso é claro, se a Panini não já adquiriu o volume 6 para publicar aqui daqui 2 meses. Senão minha gente… chá de banco! Sentiremos falta de Staz e companhia.

100% Morango 17 de Mizuki Kawashita

Periodicidade: Trimestral – Concluído no Japão com 19 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Tá quase lá!! Tá quase lá!! Nosso Moranguinho do Nordeste tá acabando! Agora só mais 2 edições para o fim desse título que me surpreendeu pela recepção não-tão positiva como eu esperava. E olha que Morango é um bom mangá, que sabe dosar bem ecchi com romance e suas pitadas de drama e comédia. Enfim, como o mangá é trimestral, só devemos ter o seu fim no próximo ano. Mas pra quem já aguentou tanto tempo, o que é mais uns meses, não? Vamos ver o que a Panini pretende trazer para o lugar da série… Eu arriscaria algo mais ousado, como um To Love-Ru da vida. Quem sabe, quem sabe…

O Mito de Arata 7 de Yuu Watase

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 15 volumes (Distribuição setorizada)

Formato:13,7 x 20 cm, 192 páginas

Preço: R$ 10,90

Arata é mais um dos títulos que eu tenho a impressão que estão caminhando em passos de tartaruga. Só 7 volumes? Parece que eu já coleciono a tanto tempo… Mesmo assim Arata é um ótimo mangá e não me arrependo de comprar. Yuu Watase faz um trabalho incrível aqui, mesclando um shounen bem “honesto” com toda a sua experiência em mangás de fantasia. Não sei como andam as vendas desse também, mas espero que mais pessoas se interessem por esse título. É super gostoso de ler e tem um clima que poucos mangás publicados aqui no Brasil hoje possuem. Fica a recomendação!

Gentleman Alliance Cross 10 de Arina Tanemura

Periodicidade: Trimestral – Concluído no Japão com 11 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 176 páginas

Preço: R$ 10,90

Só mais um! E esse acaba até o fim do ano, se nenhum imprevisto acontecer. Alliance Cross passou longe de ser um mangá “notável” nas bancas de jornal, mas pelo menos a Panini parece que vai terminar publicação (só não falo com certeza porque Guin Saga e Homunculus já mostraram que publicar o último volume de algo pode ser cansativo que só). Enfim, é o segundo mangá da Tanemura aqui (o primeiro foi pela JBC, para quem não se lembra de Full Moon) e não sei se teremos outros títulos dela… Não tenho a impressão que os resultados foram dos melhores para valer um novo investimento.

Zone-00 7 de Kyujyo Kiyo

Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 9 volumes (Distribuição setorizada)

Formato: 13,7 x 20 cm, 216 páginas

Preço: R$ 10,90

Mais um que logo, logo vai paralisar. Zone-00 chega ao seu sétimo volume, de 9 disponíveis no Japão até o momento. Se seguir o ritmo, teremos ele encostando na publicação original em janeiro, e depois vamos tomar mais um chazinho de banco básico, como vocês já devem estar imaginando. Tudo bem que nesse caso a culpa é mais do autor, que não se decide se fica em uma série, na outra ou se para de vez. Esses mangakas estão cada vez mais engraçadinhos. Temos que parar de dar videogames para eles. Principalmente pro Togashi, mas esse é caso perdido.

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post