Semanada – Fairy Tail #315: Rosemary

headerFairy Tail volta a dar as caras no Chuva de Nanquim!

Olá, seus lindos e suas lindas! Sou a Mari e passarei a comentar Fairy Tail aqui no ChuNan. Então… VEM GENTE! 

1Fairy Tail #315

Rosemary

O capítulo dessa semana começou com uma capa muito digna onde podemos observar uma pessoa cuja genética foi extremamente generosa, num cenário sugestivo onde podemos notar uma taça de vinho e… Tá, parei, rs. Conforme o próprio Mashima relembrou, na semana anterior descobrimos o motivo do ódio de Kagura contra Jellal (ele matou seu irmão, Simon), e no final ela ataca Erza de modo que uma grande quantidade de sangue jorra no ar.

3Agora, vimos que Erza conseguiu amenizar o impacto do ataque usando sua espada. Ela se recusa a morrer após ter sido salva tantas vezes por pessoas que lhe eram/são queridas. Então, num único golpe, a ruiva derruba Kagura. Particularmente, isso não me agradou muito. Para mim, esse é o maior ponto fraco do mangá: o Mashima cria grandes expectativas em torno dos adversários, nos fazendo pensar que são praticamente invencíveis, e no fim eles são derrotados rápido. No caso, houve uma luta onde a Erza teve tanta dificuldade, para agora o “poder da amizade” restaurar suas forças. Acho que não é bem por aí… A amizade é um grande fator de motivação, sim, mas nem sempre é o suficiente para a pessoa se reerguer.

4Na seqüência, vemos Kagura prestes a ser atingida por uma chuva de pedras, mas Erza a empurra e consegue protegê-la, ficando com uma das pernas presa. A “fada” então revela à “sereia” que se lembrava dela. Ambas, e Simon, eram da vila Rosemary. Aparece um flashback de quando a vila foi atacada, mostrando Erza ajudando Kagura a se esconder para não ser levada e trabalhar como escrava. Foi uma surpresa, mas nada muito impactante ou emocionante. E servirá como recurso para justificar uma possível “conversão” da Kagura, que pensará duas vezes antes de matar Jellal.

5Só assim a “vingadora” se lembra de sua “salvadora”, e fica mexida. Ela tira as pedras de cima de Erza, começa a discursar sobre estar indecisa sobre o que fazer, e quando está prestes a dizer que daquela vez iria perdoá-la… Minerva a atinge nas costas com sua espada. Todos observam assustados o ataque repentino e covarde, enquanto Minerva faz ameaças sobre “mostrar como um rei luta”. O capítulo termina com um quadrinho mostrando Erza indignada. Espero que Minerva não seja mais uma adversária derrotada facilmente. Ela parece ter muito potencial tanto em campo de batalha quanto em maldades, podendo ser uma antagonista/vilã marcante.

O título do próximo capítulo é “O futuro em direção ao desespero”, e não pude deixar de pensar que algo sobre as visões da Charlie será mencionado, ou começará a acontecer. Porém, antes disso, a Lucy do futuro precisa fazer revelações para que nossos heróis [insira voz do cara da Sessão da Tarde aqui] evitem que as desgraças previstas se concretizem. Ao mesmo tempo, teremos Erza VS Minerva. Será que Jellal continuará distante ou irá se intrometer?

6Olha lá o que tu vai aprontar, hein, Mashima…

por Mari

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post