Semanada – Naruto #626: Hashirama e Madara 2

headerSerá Konoha uma alusão a Goiânia e suas diversas duplas sertanejas?

Tá bom Kishi, eu sei que você e o Kubo se dão bem nos bastidores, se respeitam e tal, mas aí a querer homenagear o autor de Bleach copiando a mania dele numerar capítulos com o mesmo nome por pura preguiça já é demais, não? 😛

1Naruto 626

Hashirama e Madara 2

Deixando isso de lado, Madara e Hashirama ainda estão tendo a sua DR, Hashirama não aceita a separação e pergunta a Madara quem vai ficar com as crianças… pera. Madara na verdade diz a Hashirama que ele é incapaz de enxergar o seu verdadeiro sonho, que está muito além do sonho que seria Konoha. Hashirama ainda oferece ajuda, mas Madara nega, deixando claro que não desiste facilmente de ir atrás de seus objetivos.

O Uchiha deixa a vila, enquanto Konoha prospera, comandada por Hashirama, e tem seu modelo de sistema de governo copiado por outras vilas. Clãs diversos vivem em paz e as crianças já não mais lutam entre si, conseguindo chegar à idade adulta. Porém, Madara começa a atacar a vila, como se quisesse destruir seu antigo sonho.

2As batalhas contra Hashirama sempre são épicas e com um nível altíssimo de habilidades ninja – e Kishimoto usa e abusa das páginas duplas para deixar isso bem evidente. Madara controla a Kyuubi, enquanto Hashirama usa seu arsenal de mokutons e consegue parar até um Susanoo. Até que num ataque direto à Madara, a Kyuubi se coloca na frente e é parada por um mokuton de submissão. Madara está desprotegido e Hashirama parte para cima dele…

Um close no sharingan de Madara, que está com o Mangekyou ativado  e a cena muda para uma luta mano-a-mano entre os dois amigos, no meio de uma enorme cratera. Se observarmos bem, veremos um filete de água escorrendo ao fundo; é provavelmente onde o Vale do Fim se formou.

Ambos estão exaustos e Madara ameaça Hashirama, dizendo que ele não irá alcançar o outro lado dessa vez. Eles se atacam e Hashirama cai, enquanto se lembra das palavras e promessas que ambos fizeram quando eram mais jovens e compartilhavam os mesmos sonhos (essa frase ficou parecendo papo de casal, perdão, mas não tem jeito melhor de falar sobre isso lol).

4De repente, uma espada atravessa Madara pelas costas. O Hashirama caído era um clone de madeira e o Uchiha se espanta de ter sido atacado daquela forma. Hashirama explica que ele ainda acredita que a vila seja a melhor maneira de proteger a todos, e quem quer que se coloque no caminho, mesmo que seja alguém muito importante para ele, não será perdoado.

5O toma agora é diferente, e Hashirama chama Konoha de “seu sonho”, excluindo Madara. O Uchiha então o alerta que ele está justificando os meios pelos fins e que um dia isso irá acabar com sua querida vila. Madara cai, desfalecido e é quando Hashirama percebe que para garantir o presente e o futuro, são necessários sacrifícios dolorosos.

O Edo Hashirama termina seu relato dizendo que matou seu amigo para o bem de sua vila – apesar de parecer em dúvida quanto a isso. Justamente porque o sonho de ter uma vila pacífica, onde não havia mortes e conflitos entre os clãs, ainda assim criou uma situação que culminou no sacrifício solitário de Itachi. Ele termina dizendo que shinobis precisam fazer escolhas dolorosas em busca de seus sonhos, e que dependendo da natureza do seu sonho, você muda de caminho e acomoda seu sonho a ele – como ele e Madara fizeram, acabando por seguir caminhos diferentes.

Vamos começar do final, onde o Edo Hashirama diz que matou Madara para o bem da vila. Mas espere… Madara não morreu naquele momento, nós sabemos disso, sabemos que ele viveu nas sombras todo esse tempo, mexendo marionetes por todos os lados (Mizukage, alguém?), despertando o rinnegan, recrutando Obitos esmagados etc. Então, conclui-se que Hashirama foi enganado e morreu achando que iria encontrar Madara do outro lado da vida /GhostFeelings

3E como ele teria sido enganado? Voltamos algumas página e achamos o close no Mangekyou de Madara… teria sido naquele momento? A derrota de Madara seria um genjutsu? Há ainda outro ponto curioso, que é quando Hashirama, logo após acertar Madara, olha para o alto da cratera, como se tivesse visto algo ali. Kishimoto e suas sutilezas…

É interessante ver também uma das coisas que Hashirama mais prezava na vila recém-criada: a possibilidade das crianças crescerem em paz e chegarem à idade adulta, pois no antigo sistema shinobi, a expectativa de vida era ridiculamente baixa – vide a morte prematura do irmão mais novo de Hashirama, Itama.

6Mas com essa luta “final”, Kishimoto acaba desconstruindo a ideia de um Hashirama herói e perfeito – coisa que o autor adora fazer. Ele também é capaz de matar, até mesmo um amigo, para proteger seus ideais. Não há misericórdia nas suas palavras, apenas o desejo de proteger o seu sonho de uma vila pacífica, que está acima de tudo. E com essa atitude, percebemos que Hashirama pensa diferente de Naruto. O galego jamais passaria por cima de um amigo – como ele se recusa a fazer com Sasuke, mesmo em nome de um “bem maior”. É aí que está a nova mudança no mundo ninja, e a decisão que Sasuke irá tomar, depois de ouvir toda a história de Hashirama. Eu não faço nem ideia do que ele irá dizer… e é provável que semana que vem já teremos a resposta – ou não, porque Kishimoto é um troll XD

Até a próxima!

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post