Eu Recomendo #12 – As séries haréns mais divertidas!

recomendoharemQuando um não é o bastante.

Já se imaginou em um lugar onde você acabaria rodeado de pessoas do sexo oposto que estariam de alguma maneira interessadas por você e que acabariam discutindo várias vezes entre elas por causa disso? Ao menos parece que os japoneses pensam muito nisso, porque o gênero harém é um dos mais utilizados para historias hoje em dia. Podemos percebê-lo em animes de ação (SAO) e indo para os velhos conhecidos animes colegiais.

Confesso que eu não sou tão fã desse tipo de historia, mas ainda assim temos ótimos casos onde torna tudo muito divertido e vocês vão perceber por essa lista que eu prefiro que esse gênero seja utilizado para comédia. Bom, vamos deixar de papo e ir para as recomendações! Lembrando que isso é só a minha lista. Obviamente faltou muita coisa e o papel de vocês nos comentários é completar ainda mais essa lista. Então digam que animes vocês acharam que faltaram aqui no post!

love hinaLove Hina

Autor: Ken Akamatsu
Demografia: Shounen
Anime: XEBEC, 2000, 26 episódios + 3 OVAs + 2 especiais
Mangá: Shounen Magazine, 1998, 14 volumes

Sinopse: A história gira em torno de Keitaro Urashima, um garoto que tenta a qualquer custo entrar na Univesidade Toudai e para isso precisa morar na pensão de sua avó para economizar. O que ele não sabia é que lá era uma pensão só de garotas e que isso lhe traria na mente lembranças do passado, quando ele fez uma promessa para uma garota que iria se casar com ela. O problema é que ele não lembra do rosto da garota! E aí já imaginou a confusão.

Comentários: Vou começar colocando o mais óbvio da lista. Já expressei todo o meu carinho por Love Hina lá no meu Top 5 e claro que eu estou recomendando para você o mangá (porque eu finjo que o anime nunca existiu). Uma história leve, muito divertida, com personagens dos mais variáveis tipos e um protagonista imortal. Aproveitem o relançamento da JBC para comprar e acompanhar com um produto de ótima qualidade, que me faz rir mesmo lendo pela 18° vez. Love Hina é considerado por muitos um dos mangás que redefiniu o gênero harém, conduzindo um protagonista bem idiota e cenas constrangedoras com elas. Claro que esse tipo de coisa existia antes, mas Akamatsu parece ter adquirido o “ponto certo” para esse tipo de comédia.

tenchi muyoTenchi Muyo

Autor: Hitoshi Okuda, Kuroda Yousuke e Kajishima Masaki
Demografia: Shounen
Anime: AIC, 1995, 2 temporadas de 26 episódios + 13 OVA’s + 3 filmes
Mangá: Dragon Age, 1994, 12 volumes + 10 volumes

Sinopse: Tenchi é um garoto de 17 anos que vive em uma cidade rural do Japão e que vai ter toda a sua vida transformada quando uma nave espacial bate no templo onde o garoto vive. A dona da nave é a pirata espacial Ryoko e que acaba sendo uma das responsáveis pela vinda de outras 4 garotas. É claro que todas acabariam presas na terra e passariam a morar na casa de Tenchi, fazendo com que todo dia seja uma aventura e aos poucos todos vão descobrindo sobre o grande segredo da família de Tenchi.

Comentários: Tenchi Muyo provavelmente não deve ser um nome muito conhecido para os mais novos, mas esse é um dos animes que passaram na época dourada do Band Kids e a primeira historia de harém que eu vi em animação. A série possui várias temporadas diferentes – que se passam em universos diferentes – mas eu resolvi recomendar apenas 3 dessas: Tenchi Muyo! (Tenchi Universe), Shin Tenchi Muyo! (Tenchi in Tokyo) e os 13 OVAs de Tenchi Muyo! Ryo-Ohki. Lembrando que essa série possui uma das aberturas dubladas mais desafinadas de todos os tempos, só brigando com a do cavalo de fogo e que eu adoro por causa da nostalgia.

seto no hanayomeSeto no Hanayome

Autor: Tahiko Kimura
Demografia: Shounen
Anime: Gonzo, 2007, 26 episódios + 2 OVAs
Mangá: Gangan WING, 2003, 16 volumes

Sinopse: Durante um verão, Michishio Nagasumi acaba indo ao mar e quase se afoga, sendo salvo por uma linda sereia chamado Seto San. Só que ela faz parte de uma família de sereias Yakusa e os dois acabariam precisando se casar de acordo com a lei deles ou então um dos dois precisaria morrer. Agora a vida do garoto muda: a família de sua noiva acaba se tornando uma presença constante e ele ainda precisa esconder o grande segredo sobre Seto San das outras pessoas.

Comentários: Mais uma comédia do que um harém, Seto no Hayanome é muito engraçado e surpreendentemente pouco falado. A família da Seto é genial! Sereias Yakusa que ameaçam a vida do protagonista constantemente e que conseguem tomar conta facilmente do colégio do garoto. E aos poucos vão entrando novos personagens muito interessantes, como a Lunar e suas personalidades distintas e o Kai com seus traumas. Acho que esse anime seria o mais contestado aqui sobre ser um harém ou uma comédia escolar, mas a série consegue cobrir ambos da mesma forma, portanto cabe perfeitamente na descrição do gênero.

bakemonoBakemonogatari

Autor: NisiOisiN
Demografia: Seinen
Anime: Shaft, 2009, 12 episódios
Light Novel: 2006, 13 volumes (em andamento)

Sinopse: Bakemonogatari segue a narrativa de Koyomi Arara(ra)gi, um garoto sobrevivente de um ataque vampiresco e que saiu deste com certas sequelas. Uma delas é possuir uma sensibilidade para “estranhezas”, já que logo após o incidente o Araragi-kun se envolve em diversos casos sobrenaturais em que as vítimas são garotas. O primeiro desses casos é com uma garota chamada Hitagi Senjougahara.

Comentários: Como eu posso tentar explica a série monogatari? É uma série muito diferente do que você vai ver por ai, cheio de falas extremamente inteligentes, referências a cultura pop, cenários surreais e um dos pontos mais altos da Shaft no quesito animação. Bakemonogatari foi a primeira série animada da franquia que é chamada de “Monogatari”. Aqui a recomendação fica especificamente para esse arco, mas as continuações também existem (Nisemonogatari e outras). O ChuNan possui um belo texto feito pela Laris sobre a primeira temporada e a segunda temporada. Leiam pois ela é muito melhor com palavras que eu e consegue explicar grande parte das referências. De qualquer modo, assistam. Pra mim uma das melhores séries que eu tive o prazer de acompanhar semanalmente.

ouranOuran Koukou Host Club

Autora: Bisco Hatori
Demografia: Shoujo
Anime: Bones, 2006, 26 episódios
Mangá: LaLa, 2003, 18 volumes

Sinopse: Haruhi é uma estudante que ganhou uma bolsa de estudos para o colégio Ouran High School, uma escola para alunos de famílias extremamente ricas e ela acaba sendo confundida com um garoto frequentemente por causa do modo que se veste. Em uma tarde ela procurava um lugar tranquilo para estudar e acaba entrando no famoso Host Club, um lugar onde as estudantes passam o tempo para ficar e conversar com os garotos mais populares do colégio. Com pressa para sair dali, Haruhi derruba um vaso extremamente caro e a garota vai acabar trabalhando ali até a formatura por não ter a mínima condição de pagar o prejuízo.

Comentários: “Como assim Ouran? Cadê as mulheres? Tá doido?” Se você pensa que um harém é formado somente por um grupo de personagens femininas está enganado. Ouran é o famoso harém inverso. Uma historia onde trocamos as garotas e colocamos vários homens atrás de uma mulher só. Antes que venha algum preconceituoso (que tem ao montes), assistam ao anime e percebam que é muito divertido e engraçado. Ainda lembro da cena muito engraçada em que eles sujam o bichinho de pelúcia do Honey-senpai e ficam com muito medo da reação dele. Pena que o anime não continua a historia do mangá, mas ainda assim vale a pena ser visto e você pode comprar os volumes aqui no Brasil se você realmente gostar.

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post