Semanada – Bleach #536: Verdade de Junho

headerOlha, eu só conheço uma verdade de junho.

A que é meu aniversário! Dia 4 espero presentes para sua redatora preferida, ok? 😉

1Bleach #536

Nada Além da Chuva 9ª Abertura – Verdade de Junho

E prossegue a típica cena de salvamento da mocinha em perigo do final do capítulo passado. Isshin, como o cavaleiro de armadura reluzente, derrota o hollow com um único golpe, não sem antes fazer piada do bicho. E a exaltação ao herói Isshin, cheia de enquadramentos especiais prosseguiria, se não fosse uma empolgada Masaki a interromper o momento. Ela estava tão feliz de reencontrar o shinigami que a ajudou, querendo saber se ele estava bem e se tinha sofrido alguma punição… que esqueceu que estava nua na frente de um estranho. (E Isshin nem pra tirar uma casquinha, depois o gay é o Ichigo, ta serto)

De volta ao mundo real, Urahara avisa a Isshin que conseguiu conectar sua alma a de Masaki e que ela ficará bem agora, e o shinigami se sente aliviado. E Masaki também parece ótima, pois mesmo meio adormecida, faz piada por Isshin tê-la repreendido por estar nua. XD

3Já fora da Loja Urahara, na chuva, Ryuuken se encontra com Katagiri. Ela pergunta sobre Masaki e ele confirma que a deixou com o shinigami e pede que a empregada volte para casa e avise que ele não conseguiu proteger os quincies, ao que Katagiri se recusa, mesmo com a insistência de Ryuuken. Ela afirma que não irá deixá-lo sozinho, pois desde o primeiro momento que o encontrou decidiu dedicar sua vida à ele. Katagiri diz ainda que não suporta vê-lo chorar, enquanto ela mesma chora; Ryuuken diz então que está tudo bem e que eles irão para casa.

Isshin conta então que Masaki deixou a mansão Ishida depois de se formar no ensino médio, e que parece que a decisão final foi tomada por Ryuuken, como forma de cortar qualquer laço que ele ainda teria com Masaki. Isshin, expulso da Soul Society por não ser mais um shinigami, abriu uma clínica com a ajuda de Urahara – graças à única coisa que ele realmente aprendeu na academia.

2O flashback prossegue, agora enfatizando a relação entre Isshin e Masaki, que cresceu baseada na compreensão mútua, no perdão, e claro, no amor. Isshin conta que ela era muito inteligente e compreensiva, que com certeza sabia que sua saída da Soul Society foi muito mais do que uma simples quebra de regras, mas não o perguntava nada além sobre isso. Ele define Masaki como sendo seu sol, porque Isshin se sentia feliz só de estar orbitando a sua volta. E sem que percebessem o tempo passar, Ichigo nasceu.

Nesse ponto, Isshin recapitula para Ichigo todos os pontos de sua história: a chegada de Rukia para despertar seus poderes de shinigami; o despertar da sua zampakutou, e o despertar do seu hollow interno, que fez a conexão entre o hollow e Isshin se quebrar e o fez ter seus poderes de shinigami de volta.

Mas ainda há algo que Ichigo não sabe: o real motivo da morte de sua mãe, que Isshin irá finalmente revelar ao filho.

4O flashback sobre a origem de Masaki acabou, mas ainda teremos uma volta ao passado para finalmente passar sua morte à limpo. O que ao meu ver continua deixando a história interessantíssima, além de fechar os buracos que ainda existem.

Depois de tanta interação Isshin e Masaki, alguns mais afoitos (eu inclusa, tá, admito :P), queriam esse capítulo com um pouco mais do que Isshin admitindo que Masaki era seu sol… poxa, pelo menos uma ceninhas românticas, né Kubo? (eu disse romântica e não hentai ok? XD). Mas como já tinha gente reclamando que Bleach estava vindo numa vibe muito shoujo, talvez tenha sido melhor maneirar nessa parte mesmo. O que não deixou de evidenciar que Isshin era totalmente apaixonado por Masaki, e que perdia completamente a pose de durão perto dela. 

E acho que fica claro também que Ryuuken ficou com Katagiri como prêmio de consolação e que deles nasceu o lindinho (?) do Uryuu Ishida (e dá pra entender também porque ele não parece ter tido uma infância muito legal :P).

5Agora, as atenções se voltam para a explicação da morte de Masaki, e eu já estou em cólicas aqui… isso claro, se Kubo não resolver quebrar a sequência de flashbacks e voltar para algo sem importância, como por exemplo, o pessoal lá da Divisão Zero 😛

Até a próxima!

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post