Semanada – Nanatsu no Taizai #149: A Magia de Garan

semanada149Decepcionante.

Se você acompanha os meus posts do Semanada – ou ao menos lê meus Comentando sobre One Punch-Man, que mantém o mesmo padrão – deve saber que ambos os textos são repletos de piadinhas infames e de uma redatora “serelepe” por todo lado. Peço desculpas, porém não o posso fazer dessa vez, o clima aqui vai ser de DDD. Não, não estou falando de “discagem direta a distância” e sim de: denúncia, desabafo e discordia nos comentários (haters are coming soon). Ler meu desabafo a partir daqui é por conta e risco.

04-05Nanatsu no Taizai #149: A Magia de Garan

Provavelmente tenho mais reclamações a fazer sobre os últimos acontecimentos de Nanatsu no Taizai do que a elogiar, mas, se tem algo que o Nakaba (ainda) não decepciona é nas cenas de luta; esse capítulo foi pura treta, então as cenas divosas ganharam destaque. Devo ressaltar a parte em que o Lord Escanor acaba decapitando Garan, parte em que fiquei admirando por um bom tempo, pois ainda há toda aquela “harmonia” que o mangaká sabe passar para o momento. Mas só nas lutas.

13As vezes não sei o que o autor faz. Esse capítulo se resume na frase seguinte que, aos exemplos de Saitama de One Punch-Man, posso resumir em vinte palavras ou menos: Lord Escanor aparece, decapita Garan, não morre, conversinha, luta, Escanor mostra seus poderes e termina com Garan petrificado. Assim como sinto falta das piadinhas e trocadilhos nos meus textos, sinto falta da comédia que o Nakaba sabia passar em momentos mais sérios. Estava conversando com o Dih sobre o mangá – ele não está em dia com Nanatsu – e o mesmo havia dito que estava lendo a parte em que há o torneio onde Diane e Elizabeth ficam pequeninas e ainda acrescentou que mesmo sendo tudo na base da porrada, havia todo aquele clima descontraído.

20Pode parecer “mimimi” e talvez seja só a velha expectativa que só está aí para nos mostrar que nem sempre uma obra pode continuar sendo tão boa como era. “É só não colocar hype, Miyuki.” Não colocaria se não soubesse como o autor trabalhava antes e como determinadas características foram o que deram destaque para ele em um mercado repleto de battle shounens genéricos. Inclusive, nem sei o que esperar dessa segunda temporada que está por vir no ano que vem, será que os fãs que acompanharam a primeira temporada ficarão satisfeitos?

Para finalizar, posso dizer que minha animação com o mangá está que nem as aparições de Meliodas nos últimos capítulos: não está aparecendo. Aliás, nesse o Meliodas e Merlin apareceram em um quadro só – enfâse para um fucking quadro minúsculo – e nunca pensei que sentiria mais falta dele do que do Ban, já que ele era a maior fonte de humor da obra. Semana que vem, talvez, volte a fazer comentários normais. Acabou o desabafo.

18

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post