Recomendações Semanais de Leitura #5

Dois joseis diferentões!

Além de ter retornado com o Ranking da Oricon, hoje também trago uma coluna que os leitores gostam bastante: as Recomendações Semanais! Aquelas leituras em que a gente aproveita o final de semana, fala “SEXTOU” e ao invés de ir para o bar só se enfia embaixo das cobertas para ler mangá. E assim ninguém perde a carteirinha de otaku.

Hoje trago dois títulos joseis que independentemente de carregarem a mesma demografia em suas fichas, tratam de assuntos totalmente diferentes. Um deles, aliás, não é nada fofo. Confira a seguir! E, claro, se quiserem deixem suas recomendações.


KISS & NEVER CRY
Autora: Ogawa Yayoi
Ano: 2006
Status: Completo com 11 volumes
Gênero: Drama, psicológico, romance e esporte

Michiru é uma criança feliz que gosta de patinar. Durante sua infância, ela conhece Leon, um menino fofo e inocente, e eles começam a praticar dança no gelo juntos. Mas, ao entrar em conflito com sua mãe, ela planeja fugir com Leon. O garoto, considerando o perigo, recusa a ideia de Michiru e a garota foge sozinha. Descobrindo que Michiru fugiu, Leon e outros a procuraram, encontrando-a na pista de patinação. Mas a Michiru que acham na pista já não tem o sorriso que a velha Michiru teve um dia. O que aconteceu na vida de uma pessoa que não consegue mais sorrir!?

O primeiro mangá que recomendo hoje é da mesma autora do famigerado “Kimi wa Petto“, o mesmo que ganhou uma adaptação em dorama estrelando Matsumoto Jun – um dos integrantes do grupo Arashi. Peguei a série josei de forma totalmente aleatória – a capa me chamou a atenção, ok? – e apesar do primeiro capítulo ser um pouco arrastado, o plot se torna interessante após adquirir uma atmosfera de pura tensão. A obra não tem nada de comédia, sendo classificada como drama psicológico inclusive, onde a “protagonista” se mostra na maior parte do tempo com receio de algo, seja do assassinato de um professor que ela gostava ou da presença de seu padrasto. Há toda a questão da patinação do gelo, porém dá para notar que está em segundo plano – principalmente pelo fato de que os movimentos, a dança e competições são explicadas de forma bem vaga – a grande questão aqui é descobrir o que aconteceu no passado da garota para deixá-la tão alterada. E spoiler: as respostas não vêm fácil.


TOTSUZEN DESU GA, ASHITA KEKKON SHIMASU
Autora: Izumi Miyazono
Ano: 2014
Status: Em andamento com 7 volumes
Gênero: Drama, comédia, romance e slice of life
Compre (em inglês):
Amazon Brasil / Book Depository

A bem sucedida profissionalmente Asuka Takanashi tem um sonho antiquado perto de outras mulheres de sua geração: se casar e se tornar uma dona de casa. Apesar de ter tudo pronto e certo para seu aguardado casamento, Asuka é surpreendida pela atitude de seu namorado. Seu relacionamento de longa data termina, e seu namorado diz que precisa perseguir seus próprios objetivos de carreira. Destruída, mas ao mesmo tempo pronta para encontrar alguém que possa realizar seu sonho de se casar, ela encontra o novo apresentador de notícias populares, Ryu Nanami. Apesar das personalidades diferentes, Asuka e Ryu se dão bem, mas a última coisa que ele quer é se casar. O que um não contava é que se apaixonasse pelo outro. Estarão dispostos a mudar sua visão de mundo para ficarem juntos?

Cheguei a comentar sobre esse mangá no post Eu Recomendo: Mangás Shoujo Parte 2, mas só sobre o fato de estar colecionando a versão em inglês dele. Sinceramente, não sou fã de histórias de casamento; tudo que o grita vestido branco, igreja e lua de mel já é o suficiente para me fazer correr – encontra-se aqui uma redatora que ama romance, porém não tem nenhum interesse em véu e grinalda, yep. A questão é, Totsuzen desu ga Ashita Kekkon Shimasu aborda o assunto de um jeito pouco tradicional: o título discorre o casamento em pleno século XXI, onde tanto homens e mulheres estão ingressados no mercado de trabalho, se casar é algo deixado para segundo plano e, no meio disso tudo, há uma protagonista que sonha em ter um cônjuge, largar tudo e cuidar do lar! Ela acaba tendo um sonho que nos remete a outra década, por assim dizer, mas conforme os personagens vão aparecendo e a discussão vai surgindo o gênero e a profissão não importam; há aqueles que querem um relacionamento sério e aqueles que estão fugindo de um. A leitura vale a pena pela reflexão e pelo romance, é claro.

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post